Everybody in Camburiú nude
published by The Naturists

Everybody in Camburiú nude

Located in the municipality of Balneário Camboriú-SC, about 80 km from Florianópolis, the Pine Beach It is considered the first naturist beach of Brazil. In addition, it is also recognized for its natural beauties and the philosophy of life of its visitors.

Pp5

Com seus 500 metros de extensão, a área é formada por areias claras de espessura média, possui mar com ondas fortes e de água límpida e é envolta por costões e montanhas com uma vegetação quase intocada, o que garante total privacidade, proporcionando os primeiros indícios da prática do nudismo neste local, em meados de 1983. Na ocasião, algumas dançarinas de uma famosa casa de shows da cidade “Mario’s House” e outros poucos casais se aventuravam a despir-se em meio a esta praia tão paradisíaca, na época deserta, rodeada pela exuberante mata atlântica e de difícil acesso. Neste período, a prática do Naturismo não era bem vista peloproprietário das terras em frente à praia: Domingos Fonseca, um empresário pai de 7 filhos, também muito religioso e por muitas vezes reprimia os naturistas que lá estavam chegando até a expulsá-los.

The Pine Beach gained national notoriety by reporting Tarlis Batista, published in the defunct magazine headline of February 25, 1984, entitled "EVERYBODY IN NU CAMBORIÚ”. Em sua reportagem Tarlis contou: “algumas praias sofisticadas, como Ipanema, Ele ainda disse em uma reportagem em 1988: “…o nudismo na Praia do Pinho acontecia num clima de clandestinidade, onde os pioneiros desfrutavam dos prazeres da natureza na bela e quase indevassável praia, porém a tranqüilidade acabou depois da publicação em 1984 de uma reportagem sobre a descoberta deste campo nudista que colocou a praia em evidência no país todo.” arriscam o seu “topless” de vez em quando. Mas a nudez explicita e total que já chegou ao Brasil, embora muitos ainda não saibam é privilégio de uma praia do tradicionalmente recatado sul: Camboriú, Santa Catarina. Alguns dizem que tudo começou por influências dos argentinos, que há muitos anos invadem Camboriú durante as férias. Seja qual for a razão, o campo de naturalismo do balneário catarinense é o primeiro e único no gênero em nosso país.”

Pp4

After the high-profile nationwide this matter, and the huge number of onlookers who came to the beach, Domingos Fonseca, encouraged by some naturists and viewing a great business opportunity, he stopped pursuing the naturists and began construction of a hostel and a restaurant on site.

In the summer of 1985, the number of naturists on the beach had increased considerably. If not previously exceeded the thirties at the time were already no less than two hundred people. However, it also increased the number of onlookers who came from all parts of Brazil to visit the only place where it was practiced nudity in public.

A reportagem de Tarlis dividiu as opiniões de políticos locais, representantes da comunidade e freqüentadores da praia. Por um lado, a matéria lançou a cidade como um destino turístico de âmbito nacional, o que sempre foi a vontade dos políticos como Osmar Nunes Filho, o Secretário de Turismo da época. Nunes dizia: “Desde que não prejudique os bons costumes, que seja praticado num lugar reservado, para que não venha a agredir outras pessoas, a pratica do Naturalismo só beneficiará o Balneário em nível de divulgação nacional, pois é algo fora do comum no Brasil”. Já o vereador Rúdis Cabral, do PDS, enviou um oficio à delegacia de polícia da cidade solicitando providências no sentido de coibir os atos vergonhosos que estavam sendo praticados na Praia do Pinho, mesmo que se prendesse as pessoas que praticavam o nudismo naquele recanto.

PP6

Em 1986, uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil prendeu 25 pessoas que praticavam o nudismo na Praia do Pinho. Ao saber do ocorrido, Osmar Nunes Filho definiu o fato como lamentável dizendo: “A sociedade está em permanente evolução. Se as pessoas não praticam o nudismo, que aceitem e respeitem este comportamento”. Já os jornais da região, como o Jornal de Santa Catarina, noticiavam o ocorrido com manchetes como “Nudistas são presos. Assaltos continuam” fazendo uma dura crítica às autoridades. Nunes dizia ainda em sua entrevista ao Jornal de Santa Catarina: “Foi criada uma estrutura na Praia do Pinho, em função do naturismo. Vai quem quer. Enquanto isso, as autoridades não têm visto coisas piores que acontecem na praia central de Balneário Camboriú, onde crianças e adultos são obrigados a assistir”.

Foi então que, neste mesmo ano de 1986, os naturistas se uniram. Liderados pelo gaúcho Celso Rossi e outros idealistas como Rose Espíndola e Sergio Oliveira lutaram pelo reconhecimento da Praia do Pinho como área oficial para a prática do naturismo e fundaram a AAPP – Associação Amigos da Praia do Pinho. A entidade tinha como integrantes quase todos aqueles naturistas que haviam sido presos. Motivados a não abrir mão de seu paraíso, começaram a praticar o naturismo de uma forma organizada, implantando o código de ética e fiscalizando as atitudes dos freqüentadores.

The intention of the AAPP members was to establish an area of ​​common use to naturists who came from different parts of Brazil moved by the desire to share his philosophy of life in a place where they enjoy the natural beauty of the beach with comfort, privacy, freedom and especially respect.

Over the years, the AAPP played the activities of control, monitoring of rules established by it and also the reception of new naturists on the beach sands. But in 2005, the directors of the Association decided to just control the naturist community where its headquarters is located, "Turtle Paradise", located in an area near Pine.

Since December 2004, the commercial activities of the Pine Beach are exercised by Tourist Complex Praia do Pinho LTDA. Current infrastructure is the best in the country and comprises Inn, hut, bars, ample parking and excellent camping area with capacity for 200 tents.

Route A rediscovery of a man by Celsus Rossi, publisher N
THE NATURAL staff