noticias

Revisa la última parte del artículo de John Veltheim: desnuda debajo de su ropa!

02 de octubre de 2017

A lo largo de la historia en muchas culturas diferentes, ha sido un término para cualquier persona que aparece desnuda en público. Hablamos con ellos, "ponen el alma en el mundo. Este hecho se relaciona directamente por Wei Chi en la superficie de la piel y el alma de Yang.




FN2

Quando alguém “desnuda a sua alma” aparecendo nu em público, está-se abrindo para o processo da vida, permitindo-se sintetizar a vida de uma forma mais poderosa, metaforicamente, psicologicamente, espiritualmente e fisicamente.

Quando as pessoas experienciam grandes traumas ou acontecimentos na vida e descobrem que drogas ou álcool resultam apenas se encerrarem o processamento do acontecimento, muitas vezes elas passam por um período onde eles se sentem obrigadas a tirar as suas roupas. É como se o derramamento das roupas representa-se o derramamento dos problemas do mundo. Muitos naturistas falam sobre o sentimento de deixar o mundo para trás, depois de terem retirado as suas roupas e de se misturarem com outras pessoas igualmente nuas.

Muitos não naturistas presentes na sociedade têm a vontade interior para “desnudar a sua alma” e tirar as suas roupas, porque em algum nível o seu subconsciente está-lhes dizendo que eles precisam do seu Wei Chi solto, para que possam processar o que está acontecendo na sua vida e limpar tudo. Em geral, as pessoas, numa sociedade aleijada e orientada para as “máscaras”, não lidam muito bem com a vida. Elas negam a capacidade de processar a vida, e continuam com os altos e baixos de viver neste mundo de uma forma doentia.

Em termos ‘new age’, muitas pessoas querem realizar o seu karma e o propósito da vida. Eles vão a seminários, leem livros, têm realizações e mudanças de paradigmas que simplesmente não podem sintetizar na realidade. Isto é porque o seu Wei Chi é tão retraído, que não pode desempenhar a sua função de metabolização e digerir essas experiências. Isto é particularmente importante quando é envolvida alguma terapia.

A nudez como terapia

Mais e mais pessoas frequentam sessões de terapia de processamento em psicoterapia, psicanálise, renascimento, respiração holotrópica, gestão de vida, Reiki e muitas outras técnicas maravilhosas. Essas técnicas funcionam trazendo muitos dos assuntos pessoais, e pô-los em contato com realizações importantes sobre as suas vidas. O problema é que essas pessoas que participam nessas terapias geralmente ainda se agarram à sua máscara da roupa, fechando o seu Wei Chi e estão, portanto, incapazes de processar o que aprendem.
As pessoas muitas vezes participam em bons seminários ou sessões de terapia, aprendem muito e passam por experiências que as deixam de boca aberta. Um mês depois, fizeram poucos progressos, porque, embora tenham intelectualmente percebido algumas coisas, não assimilaram a experiência. A tendência é voltar aos velhos tempos.

Pode-se passar por anos de terapia apenas para fazer pequenas mudanças, porque o problema fundamental de se abrir para o processamento não foi totalmente abordada. No seu excelente livro, “Therapy, Nudity and Joy,” a Drª. Aileen Goodman dá muitos exemplos do aumento dos benefícios das terapias que utilizam grupos ou sessões individuais onde os participantes estão nus. A abertura e honestidade que a nudez encoraja ajuda muito no processo. A consequente exposição do Wei Chi facilita a síntese do processo e consolida os resultados.

Massagem

Muitas vezes vemos pessoas a usufruir de uma massagem com o corpo todo coberto, exceto a parte que está sendo massageada. Essas pessoas negam-se a si mesmas muito da eficácia da massagem. Elas não permitem abrirem-se ao processo. A massagem ajuda a distribuir o Wei Chi e encoraja-o a fluir mais livremente. Se a terapeuta é boa e descontraída, o Wei Chi também será estimulado a sintetizar o stress acumulado. A presença de coberturas, tanto física como psicologicamente, desencorajará este processo.

‘Despido’ versus ‘Nu’

No dia-a-dia, você recebe constantemente dados do seu ambiente, da família, dos amigos, do trabalho, da televisão, dos engarrafamentos, etc. É essencial que cada dia você dê ao seu corpo uma oportunidade de ele respirar, limpar e de processar esses dados removendo todos os obstáculos a esse processo. Você precisa não só de tirar a roupa, mas de ser totalmente aberto e vulnerável sobre isso. Estar totalmente despido – despindo-se deliberadamente com o objetivo de permitir que o seu corpo possa estar física e mentalmente aberto. Simplesmente despir-se pode não ser o suficiente para conseguir isto. Quando você se despe para um banho, você não está necessariamente nu no sentido de estar totalmente aberto.

Na casa de banho com a porta trancada, você pode estar vestido pela casa de banho, pelo ambiente da casa de banho. Isto, por si só, pode efetivamente reduzir o impacto no seu Wei Chi. Ele faz algo, é claro. O fato de estar nu é sempre mais saudável, mas não vai ser tão saudável como se estivesse psicologicamente aberto e completamente nu. Estar nu em público, ou na natureza, é mais benéfico, pois existe uma exposição, uma vulnerabilidade, uma abertura, que dramaticamente o abrirá para a troca de energia.

Deve aproveitar todas as oportunidades possíveis para ficar nu e expor o seu corpo para a vida. Fins-de-semana ou feriados nus são terapias muito poderosas. Eles dão o seu corpo, mente e alma a oportunidade de recuperar, sintetizar e regenerar.

FN5

‘Nudez’- um estado de espírito

Daqui se conclui que a “nudez” é também um estado de espírito. Embora seja extremamente benéfico expor-nos fisicamente (ficar nus fisicamente) e passar por períodos de tempo nus, devemos também perceber que o estado de espírito de estar “nu debaixo das nossas roupas” é extremamente importante. (É possível ser um nudista e não ficar nu. Há nudistas que usam a sua nudez como uma máscara. São nudistas como confronto ou de maneira sexual invés de serem abertos)
Existem pessoas que são incapazes de ficar fisicamente nus por razões climáticas, religiosas ou culturais.

Algumas dessas pessoas ainda são capazes de processar bem a vida e de ter um Wei Chi com um funcionamento saudável. Estas raras pessoas descobriram uma maneira de permanecerem abertos para a vida de uma forma positiva. Eles têm uma não reprimida atitude saudável em relação aos seus corpos, e não estão em negação. Eles estão “nus debaixo das suas roupas”
.
Este estado de espírito é muito importante mesmo para o nudista/naturista praticante. Isso significa que não importa qual a nossa situação, podemos continuar a viver a filosofia nudista/naturista, embora na nossa situação ambiental seja necessária a roupa. Não é necessário ser capaz de caminhar pela principal rua da cidade nu. Isso é uma parvoíce porque desnecessariamente confronta as condições sociológicas e culturais da região. Embora essas atitudes possam estar erradas, não vamos avançar a nossa causa por deliberadamente provocarmos o confronto. No entanto, não há razão para que não possamos andar na rua principal com a roupa e mesmo assim estar “nu debaixo da roupa” com todas as vantagens inerentes a esse estado de espírito.

Este estado de ser saudável significa que você terá muitos dos benefícios do nudismo/naturismo, e será mais aberto e honesto nos seus relacionamentos com outras pessoas e com o mundo. Poderá absorver a energia à sua volta muito melhor e usar essa mesma energia. Também processará os eventos à medida que ocorrem, em vez de deixá-los acumular no seu corpo para deformá-los mais tarde com doença mental ou física. É um compromisso da situação ideal de viver nu. É também um compromisso essencial para muitas pessoas que vivem sob várias condições. As pessoas do Alasca podem ter problemas em passar o Inverno nuas. Ao estar “nuas debaixo das suas roupas”, elas podem, no entanto, desfrutar dos benefícios da filosofia nudista/naturista.

Eliminar a máscara

As pessoas que vivem nuas ou que estão “nuas debaixo das suas roupas” não estão usando as suas roupas como uma máscara. Elas não as estão usando como um suporte de caráter emocional ou psicológico. Elas estão dizendo: “Eu sou bom do jeito que sou. Eu amo e respeito o meu corpo. Eu não preciso da minha roupa para me esconder. Eu não preciso dessa máscara para me relacionar com outras pessoas. Eu não preciso do suporte das roupas, da maquilhagem ou de fantasias para tentar conseguir prestígio ou o reconhecimento das pessoas em meu redor”. Isso permite que as pessoas se relacionem com eles, com uma posição de poder e força. Eles tornam-se parte da família, em vez de um concorrente.

Conclusão

É uma tragédia que a raça humana se tenha permitido criar tal complexidade de regras negativas e sistemas de crenças ao redor de um corpo que têm de viver desde o nascimento até a morte. Alguém poderia pensar que, quando temos que gastar tanto tempo com algo que nos foi dado por Deus, gostaríamos de aprender a amá-lo e a respeitá-lo. Gostaríamos de cuidar dele e alimentá-lo. Gostaríamos de educar os nossos filhos para que cresçam com sentimentos saudáveis ​​e positivos sobre o assunto. Para que possam ser capazes de desfrutar de sua magnificência da estrutura e dos sentimentos. Para respeitar, apreciar e amar os corpos de companheiros da vida sem a negação, culpa, abuso e hostilidade que vemos tão comumente neste mundo.

A filosofia e a prática do nudismo/naturismo não resolve todos esses problemas porque eles estão tão enraizados no sistema que têm muita dependência sobre os resultados negativos das regras de desaprovação. No entanto, aqueles indivíduos que optam por abraçar a abertura, a honestidade e a vitalidade do nudismo, podem pelo menos melhorar profundamente a experiência de alegria, saúde e paz nas suas próprias vidas e têm um efeito positivo sobre aqueles que os rodeiam.

Ao incentivar uma atitude saudável e positiva para o nosso corpo, estamos incentivando também uma relação saudável com a nossa mente, alma, espírito e nosso meio ambiente. Isso fará a diferença dentro das nossas próprias vidas e, se muitos de nós o fizermos pacificamente e responsavelmente, também fará a diferença no mundo

Por Fernando Telles, editora N

Equipe OS NATURISTAS