Entediado com o culto de domingo? Talvez a igreja nudista seja sua praia
Publicado por Os Naturistas

Entediado com o culto de domingo? Talvez a igreja nudista seja sua praia

Não importa o seu estilo de vida, há uma maneira de você se reunir com Deus na América

Uma igreja nudista na Virgínia, onde o pastor faz sermões vestido como veio ao mundo. Uma igreja drive-in na Flórida, onde os paroquianos podem participar dos serviços no conforto de seus carros. Uma reconstrução “biblicamente precisa” de 500 pés de comprimento da Arca de Noé no Kentucky. Esses cantos selvagens e confusos do cristianismo americano são os pontos focais da série In God We Trust do fotógrafo francês Cyril Abad .

Enquanto cerca de dois terços dos americanos se descrevem como cristãos, um número em declínio se identifica com qualquer seita específica. Em 2000, metade dos americanos pertencia a uma denominação protestante; hoje, esse número caiu para 30% . Muitos dos demais – um em cada seis americanos – se consideram não denominacionais. Esses fiéis não afiliados são os alvos do crescente número de igrejas alternativas e locais recreativos cristãos capturados por Abad.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“As igrejas adotaram princípios de livre mercado para abrir novos nichos nas crenças espirituais”, diz Abad. “Se você é surfista, há uma igreja para surfistas cristãos. Se você é motociclista, há uma igreja para motociclistas. Estou menos interessado em grandes mega-igrejas e mais interessado nessas pequenas igrejas projetadas para apelar para tribos específicas. ”

Abad vê essas igrejas como um fenômeno distintamente americano; não há fenômeno comparável na França, diz ele. Ele passou quase um ano pesquisando igrejas e atrações com temas cristãos em toda a América antes de se decidir pelas sete incluídas na série, que ele visitou ao longo de três visitas aos EUA em 2017 e 2018. O mais difícil de obter permissão para fotografar era a igreja nudista da Virgínia; para tornar os paroquianos mais confortáveis, Abad tirou as próprias roupas enquanto tirava as fotografias.

A série pode certamente ser divertida, principalmente as imagens da Holy Land Experience em Orlando, um parque de diversões bíblico que apresenta uma recriação da antiga Jerusalém e reencenações diárias da crucificação de Jesus. Mas Abad insiste que não pretende ridicularizar as pessoas que visitam essas atrações. “É por isso que não mostro pessoas chorando na Experiência da Terra Santa – sempre mostro por trás”, diz ele.

Para Abad, as fotografias fazem parte de um interesse de longa data na sociologia da religião. “Quero que as pessoas se divirtam, mas depois disso sejam desafiadas e comece a fazer perguntas mais profundas”, diz ele. Zombar é fácil. Empatia – e compreensão – são a parte mais difícil.

Licença de atribuição Creative Commons

Via Wired, editora N

Equipe OS NATURISTAS

Apoie o Portal OS NATURISTAS no PATREON