noticias

Fotógrafa encoraja pessoas a amarem seus corpos com a ajuda do naturismo

13 Novembro 2017

“Eu queria fotografar uma comunidade que representasse a igualdade da imagem corporal, aparência, sexualidade e gênero”, conta a fotógrafa. “O naturismo foi perfeito para isso”.




6

Segundo Amelia, sua primeira incursão no naturismo foi assistir a um dia de roupa opcional em um clube no Reino Unido. Ela conheceu uma família que a convidou para um piquenique em que todos estavam nus, antes de ser apresentada para a comunidade em geral.

“Foi uma experiência bastante assustadora, e tudo se acumula na sua cabeça, mas é como se fosse tirar um curativo: uma vez que as roupas estão fora, você é livre. É realmente muito divertido, refrescante e libertador”, diz a fotógrafa.

2

Embora Amelia seja conhecida principalmente por seu trabalho com moda –já fotografou para a Vogue, Tatler e Vanity Fair–, ela diz que este seu último trabalho lançado lhe permite explorar um lado diferente do corpo humano.

A fotógrafa Amelia Allen afirma que seu novo livro, “Naked Britain” (“Grâ-Bretanha Nua”, em tradução livre), é uma exploração comemorativa do corpo humano, com foco no movimento crescente do naturismo no Reino Unido.

4

 

5

 

1

“Passei a maior parte da minha carreira fotografando modelos convencionalmente bonitos e esteticamente agradáveis ??que costumam exibir roupas”, explicou a fotógrafa ao site Refinery29.

Exatamente por isso, segundo Amelia, que ela foi atraída pelo naturismo: queria desanexar seu trabalho dos ideais corporais e estéticos, e focar nos direitos das mulheres e na liberdade que vem com a aceitação de do corpo exatamente do jeito que ele é.

Via Refinery29, editora N

Equipe OS NATURISTAS