Nudistas indignados com um vídeo em que são ridicularizados
Publicado por Os Naturistas

Nudistas indignados com um vídeo em que são ridicularizados

A gravação, feita por três pessoas em um barco, coleta comentários sobre banhistas em uma praia de Granada

Seria tão simples quanto respeitar a liberdade e os direitos dos outros. No entanto, isso continua sendo uma questão pendente para alguns.

No século XXI, o nudismo e seus praticantes continuam sofrendo ataques. Este último em formato de gravação foi denunciado publicamente pela Associação de Amigos da Praia de Nudismo de Cantarriján , em Granada.

O vídeo foi gravado a partir de um barco no qual viajavam duas mulheres e um homem, que foi quem o postou em sua conta no Facebook. Todos os três zombam dos nudistas e fazem comentários “ofensivos” sobre eles.

Da AAPNC recordam que “o nudismo é, antes de tudo, uma ideologia cuja forma de exteriorização e de prática (estar nu) é protegida pelo direito à liberdade ideológica e, por isso, é reconhecida pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem”. Da mesma forma, insistem que “este vídeo viola gravemente todas essas liberdades adquiridas e mostra que ainda há pessoas, como as que publicaram o vídeo, que atacam esta opção natural e modo de vida com o seu comportamento ”.

Jesús Segarra, presidente da Associação dos Amigos da Praia de Nudismo de Cantarriján , também alerta que “os nudistas foram registrados ilegalmente ”. “Eles insultam e zombam de nós pelo simples fato de andarmos pelados”, critica.

A isto acrescenta-se que o vídeo foi feito “a partir de um barco a motor e aproximando-se perigosamente da costa, algo totalmente proibido no ambiente marítimo da área natural protegida em que se encontra a praia”, frisa Segarra.

Não é a primeira vez que algo assim acontece. “Acontece diariamente”, lamenta o presidente da AAPNC “os barcos se aproximam e sua tripulação, com binóculos, nos observa como se estivessem em um zoológico ou em uma reserva de animais em cativeiro. E alguns até lançam âncora e ficam horas lá ”, critica.

O Conselho da Associação se reuniu com seu gabinete jurídico e está estudando levar o vídeo ao tribunal.

Liberdade de expressão

A Federação Espanhola de Naturismo , no entanto, tira o ferro da questão e lança luz sobre ela. Seu presidente, Ismael Rodrigo , afirma que é melhor “não dar mais importância” e ressalta que “o que nós naturistas defendemos é a liberdade de expressão e é isso”. “Enquanto as pessoas não forem identificadas e não for comercializado, um direito não está sendo violado”, esclarece. “O insulto ao grupo não deixa de ser liberdade de expressão e eu defendo essa liberdade”.

Em sua opinião, trata-se de uma “infantil”, embora realizada por “adultos”, através dos quais “ se insultam ”. “Eles são vistos e identificados, na verdade eles publicam com seus nomes”, ressalta.

Rodrigo vai mais longe e considera que o ocorrido “beneficia” os nudistas, visto que “todos os comentários que o vídeo recebeu foram críticos e favoráveis ​​a nós “.

“Agora há a crença de que ninguém pode se ofender e que apenas coisas boas podem ser ditas”, ele esclarece, “mas essa é a base da liberdade de expressão”.

Licença de atribuição Creative Commons

Via elplural, editora N

Equipe OS NATURISTAS

Quer ler mais artigos como este?, faça sua assinatura, clicando aqui,  e tenha acesso a todo conteúdo exclusivo, pague com sua conta do PayPal ou PagSeguro