O Naturismo proporciona igualdade entre homens e mulheres
Publicado por Os Naturistas

O Naturismo proporciona igualdade entre homens e mulheres

Se você curte a Natureza, em plena liberdade e a vida ao ar livre de maneira saudável, sem malícia ou preconceitos, então o naturismo é a sua opção ideal. Se você aceita esses princípios básicos, então já está disposto a tornar-se um naturista.


7

O naturismo é a arte de utilizar ao máximo os agentes naturais (água, ar e sol) vivendo em harmonia com a natureza em plena nudez comum com outras pessoas de ambos os sexos. Tem por fim não somente salvaguardar o equilíbrio entre homens e mulheres da era moderna pelo contato pleno que proporciona com a Natureza, mas também favorecer o respeito mútuo entre os dois sexos e fomentar uma maior consideração das leis naturais que regem o meio ambiente.

15A

Infelizmente, o naturismo ainda é pouco divulgado no Brasil, embora já seja praticado por centenas de milhares de pessoas há bastante tempo em muitos países. Esse movimento internacional, da cultura do corpo livre em contato com a Natureza nasceu na Europa na década de 20 e hoje há naturistas espalhados pelos cinco continentes. A Federação Naturista Internacional representa os interesses de associações regionais filiadas, de 22 países.

S4Além de fomentar uma agradável coexistência com a Natureza, o naturismo ainda apresenta um aspecto muito importante nos dias atuais: Quando a malícia, a imoralidade e a pornografia procuram por todos os meios nos subjugar, eis que surge como uma fórmula conciliadora, propondo a redescoberta do corpo nu como algo natural desprovido de todo o mal. Até restrições religiosas são facilmente rejeitadas pelo simples argumento de que tudo que Deus criou é perfeito, e não há razão para ser escondido, desde que isso aconteça de sã consciência em locais e ocasiões apropriadas. Um dos méritos do naturismo é, de certa forma, também o de ter auxiliado no renascimento da cultura humana através de um simples contato com a Natureza, num espírito amplo de muito respeito mútuo.

Nesse contexto se insere um exemplo clássico, embora um tanto polêmico, que certamente jamais poderia ser imaginado, hoje em dia, em outras circunstâncias: a conscientização da mulher de que sua nudez num ambiente sadio e natural não faz dela um objeto, mas a libera de preconceitos seculares, proporcionando-lhe igualdade com o homem.

O naturismo se propõe a ser o traço de união entre a civilização moderna e a Natureza, procurando auxiliar aqueles que vivem na atual “civilização” a reapreciar as coisas naturais da vida. Basicamente, o naturismo se constitui num grande movimento familiar em que homens, mulheres e crianças desfrutam de uma vida saudável em comum, em estreita comunhão com a Natureza e longe da agitação diária.

Paradoxalmente, os povos dos países de clima frio do hemisfério norte assimilaram melhor as idéias naturistas do que os povos tropicais. Mas o Brasil, pelo privilégio de ter uma Natureza exuberante, verde e linda, além de desfrutar de um clima ideal para a prática do naturismo, realmente tem tudo para entrar na comunidade naturista internacional. Já dispõe, portanto de toda infra-estrutura necessária e nem a mentalidade latina ou a tradicional religiosidade de nosso povo servem de contra-argumento, pois nossos co-irmãos latinos e católicos da Europa também já aderiram ao naturalismo e a opinião pública desses países está aceitando e tolerando, gradativamente, mais esse saudável modo de vida.

A França é o país em que o naturismo alcançou a maior popularidade em todo o mundo, seguida de perto pela Alemanha, mais recentemente a Itália, a Espanha e Portugal aderiram à idéia.

NN1

É interessante observar que nem as diferenças culturais e muito menos as ideologias opostas foram capazes de frear a volta triunfal do ser humano à Natureza, pois hoje existem milhares de praticantes naturistas na Europa Ocidental e Oriental, bem como na África, Estados Unidos e Austrália.

Por Hans Roland, editora N

 

Equipe OS NATURISTAS