Praia de nudismo é bloqueada devido a atividades impróprias de frequentadores não-naturistas
Publicado por Os Naturistas

Praia de nudismo é bloqueada devido a atividades impróprias de frequentadores não-naturistas

Temores de que “atividades subsidiárias” em dunas de areia possam fazer com que espécies protegidas, como cotovias, fujam do seu habitat

A Federação Belga de Naturismo veio em defesa de sua crescente afiliação depois que a Agência de Vida Selvagem bloqueou o pedido de uma segunda praia de nudismo no país, alegando que as “atividades subsidiárias” dos banhistas representariam uma ameaça para uma ave rara.

Tentativas de conquistar mais uma área naturista em um local calmo perto de Westende, a cerca de 19 km ao sul da popular estância balnear de Ostende, tiveram um obstáculo quando obtiveram-se objeções de que a atividade sexual nas dunas assustaria a cotovia crested localmente, ou Galerida cristata.

A Agência para a Natureza e a Floresta informou ao ministro do Meio Ambiente da região, Joke Schauvliege, que a cotovia, cujo nome deriva das penas na cabeça que se levantam durante o namoro, ficaria alarmada com a atividade e fugiria. “As próprias dunas também seriam prejudicadas por tais atividades subsidiárias”, diz a agência em sua apresentação formal.

Uma sugestão subseqüente de que uma cerca poderia ser estabelecida ao redor das dunas, onde os pássaros chocam, foi recebida com ceticismo. Steve Vandeberghe, prefeito de Bredene, onde fica a primeira e única praia de nudismo da Bélgica, disse ao jornal diário flamengo Het Nieusblad que não ofereceria muita dissuasão. “Arame farpado contra nudistas? Como se um homem sem roupa não pudesse superar um arame farpado ”, disse.

Koen Meulemans, presidente da Federação Belga de Naturismo , disse que os membros desaprovavam o comportamento de algumas pessoas que se chamavam naturistas. “Nós também lamentamos esse comportamento, que não tem nada a ver com naturismo”, disse ele. “Estes não são naturistas reais para nós.”

Meulemans disse que a praia de Westende era perfeita “já que não há edifício ou decks marítimos com vista para a praia”. Os 8.200 membros pagantes da federação – 600 novos membros nos últimos dois anos – precisavam de uma nova praia, porque “durante os meses de verão 1.000 pessoas se apertam em uma faixa de 400 metros em Bredene”, disse ele.

“Depois de um longo período de declínio, agora estamos claramente crescendo. Mas esses 8.200 são apenas uma fração do número total de naturistas em nosso país. Nem todo mundo se junta a um dos nossos 17 clubes e departamentos. De acordo com pesquisas, cerca de meio milhão de belgas às vezes, praticam recreação nudista: eles vão a praias de nudismo, passam as férias em um acampamento naturista ou frequentam regularmente saunas públicas”.

Ele acrescenta o crescimento em números: “Os novos membros vêm principalmente da faixa etária de 30 a 40 anos, onde a pressão de trabalho costuma ser a maior. O naturismo é literalmente libertador. Assim que você deixa suas roupas, você deixa o celular e o trabalho junto com elas. E se encaixa perfeitamente com o grande chamado para voltar à natureza”.

Refletindo esse crescimento, fora aberta a primeira hospedagem naturista no estilo Aibnb. “Temos espaço para duas famílias”, disse sua proprietária, Ann Engelen. “Cada quarto tem sua própria sala de jantar, então você não está sentado nu na mesa do café com outras famílias. Mas no jardim com piscina, sauna e jacuzzi, a intenção é ser algo compartilhado”.

“Alguns de nossos clientes são pessoas que dão o primeiro passo para o naturismo aqui. Muitas vezes são pessoas ocupadas que vêm recarregar suas baterias por dois dias sem roupa, uma ferramenta ideal contra o estresse. Eles literalmente jogam fora sua armadura sem serem vistos”.

Via The Irish Times, editora N

Equipe OS NATURISTAS