Quatro palavras mágicas que vão expandir sua consciência e mudar sua vida
Publicado por Os Naturistas

Quatro palavras mágicas que vão expandir sua consciência e mudar sua vida

Técnica havaiana de cura, o Ho’oponopono, quer mudar sua vida

Mantras serviriam para eliminar pela raiz as dores emocionais ou físicas, simplesmente reconhecendo-as como memórias e agradecendo-as.

O mundo está mudando. Na busca coletiva por uma vida mais plena, calma e longe do estresse, a meditação tradicional e as religiões já não são suficientes. A solução? Procurar conhecimentos ancestrais vindos de todas as partes do mundo. A moda da vez é o Ho’oponopono, um conjunto de mantras criado no Havaí que promove a autocura.

Criado por uma havaiana kahuna (sacerdotiza) chamada Morrnah Nalamaku Simeona, o Ho’oponopono significa, ao pé da letra, “corrigir um erro” ou “tornar certo”. A técnica surgiu a partir de um método em grupo onde as pessoas se reuniam para dizer o que sentiam, como enxergavam o problema e chegavam a uma conclusão em conjunto. No ano de 1983, Morrnah foi reconhecida como tesouro vivo do Havaí.

A palavra “ho’o” significa “causa” em havaiano, enquanto “ponopono” quer dizer “perfeição”. O termo “ho’oponopono” pode ser traduzido como: “corrigir um erro” ou “tornar certo”.

Trata-se de uma prática que não requer muitos ensinamentos, mas é poderosa para purificar o próprio corpo e se livrar de memórias ou sentimentos ruins, que prendem a mente em uma sintonia negativa.

Leia também: Entenda a relação de Yoga e Bem Estar / O Poder da Gratidão

O termo se tornou conhecido a partir de uma experiência vivenciada pelo terapeuta e professor, Ihaleakala Hew Len. Por mais inacreditável que a história possa parecer, este homem conseguiu curar um pavilhão inteiro de criminosos que sofriam de doenças mentais no Havaí, sem sequer conversar ou interagir com nenhum deles.

“O método atualizado entende que os problemas não precisariam ser compartilhados para serem resolvidos. Cada um pode curá-los através da extinção de memórias e programas do inconsciente que induziram aquela situação”, explica a gaucha psicoterapeuta vibracional quântica Elainne Ourives.


Para alcançar os benefícios prometidos pela técnica, é preciso repetir quatro comandos como um mantra. De acordo com Elainne, as frases ressoam em alta frequência e funcionam como uma senha para o universo. Confuso? Fizemos três perguntas à psicoterapeuta:

Quais são os comandos?
As quatro frases chave do Ho’oponopono são: “sinto muito”, “por favor, me perdoe”, “eu te amo” e “sou grato”.

A expressão “eu te amo” é importante, pois somos parte do divino. Não existe nada mais poderoso do que permitir o amor a voltar a fluir em nosso corpo. Neste instante você se revigora, sente a corrente e a energia. Em cada sistema, ele penetra, dissolve e limpa, como a água em um momento de muita sede.

Devemos usar o “sinto muito”, pois somos 100% responsáveis pelos problemas em nossas vidas. Você está reconhecendo que algo adentrou em sua memória e lá se fixou. Essa poderosa palavra mostra: você está preparado para o salto, romper o padrão, ir além, abrir-se e desbloquear.

Em “por favor, me perdoe”, estamos pedindo perdão a nós mesmos e assim nos libertando das dificuldades. Devemos pedir a Deus que nos perdoe e que nos ajude a perdoar e ser perdoado. Esse é uma das formas mais grandiosas de crescimento, purificação e limpeza. Ela rompe barreiras, quebra correntes, elimina ressentimentos e mágoas.

“Sou grato” por este problema ter se manifestado em minha vida, assim tenho mais uma chance de limpá-lo. Com essa expressão obtemos um fechamento do ciclo. Agradecer pode ser algo tremendamente incrível.

Podemos usar as frases como início da oração: “Divindade, limpe em mim as memórias que estão causando este problema”.

É preciso mentalizar algo específico enquanto recita os comandos?
Você não precisa saber exatamente qual memória precisa esvaziar, somente tenha a intenção de cura e assim a resposta virá. Há quem, inclusive, limpa por limpar. Deixe a divindade te surpreender. Mas não adianta arrumar a casa se você continuar sujando. Devemos mudar o pensamento, transmutar palavras e padrões. Sem dúvida alguma essa é a parte mais difícil. Não pare, renove, alinhe sua vida, se abra ao novo, deixe fluir, mude seu comportamento e sua vibração.

Quando recitamos o Ho’oponopono, estamos em uma postura de abertura e compreensão. Entramos em contato com a divindade, seja ela interna ou externa. Estamos abertos a purificação e ir diretamente à fonte do desconforto com a intenção de dissolvê-los e não criá-los mais. Afinal, todos os nossos problemas estão arraigados no nosso inconsciente. Todos os nossos julgamentos estão baseados em nossas crenças e percepções que adquirimos.

Como as memórias se relacionam com os problemas atuais?
Problemas nada mais são do que a memória repetindo uma experiência do passado. Cancele essas lembranças e julgamentos com uma limpeza interna, um reencontro com sua essência divina, para se tornar uma pessoa completa e profundamente feliz.

Usando o Ho’oponopono, você neutraliza e expurga a energia mental da memória associada à determinada pessoa, situação ou crença. No processo, essa energia é liberada e, de certa forma, transmutada pela luz divina. Quando isso ocorre, sobra um espaço de libertação dentro de você, um vazio onde as energias mais sutis da luz do divino do amor passam a fluir e preencher.

Para colocar o ho’oponopono em prática, você não precisa acreditar em divindades, ter alguma religião ou estar isolado em algum local silencioso. Apenas diga (mentalmente ou em voz alta): Sinto muito. Me perdoe. Eu te amo. Sou grato.

Via Metrópolis, redação Editora N

Equipe OS NATURISTAS

Licença de atribuição Creative Commons