sua-saude

Você sabia que ficar nu melhora a autoestima?

18 Agosto 2015

A autoestima pode ser definida como a forma como enxergamos a nós mesmos. Ela expressa o quanto nos respeitamos e nos queremos bem, e isso é refletido nas situações em que nos colocamos e nas decisões que fazemos para nós mesmos. 



AE3

A autoestima baixa influencia absolutamente todos os campos da vida. Nos relacionamentos amorosos, se envolve com pessoas que a tratam mal ou que não estão disponíveis. Nas relações pessoais, buscam amigos que não agregam nada e somente “sugam”. No campo profissional, não consegue evoluir, pois não tem confiança no próprio potencial e nem coragem para tentar algo novo, melhor. Ao primeiro obstáculo, já desiste. E no meio escolar, tem tanto medo do que os outros vão pensar que tem vergonha de tirar suas dúvidas com o professor.

A falta de conhecimento próprio e a autoimagem distorcidas são a causa da falta de autoestima. Segundo estudos, durante a infância, os pais (ou criadores) da criança precisam lhe dar atenção e reconhecimento. Aos poucos, esses “ modelos” vão contando à criança quem ela é e dando parâmetros. Assim, ela desenvolve a sua autoimagem e, consequentemente, seu amor próprio.

No entanto, a pessoa que teve essa relação deficitária não recebeu referências suficientes de si mesma e, como resultado, não consegue se enxergar de forma plena. Por conta disso, ela está constantemente se comparando aos outros e pedindo referências. Um exemplo clássico é quando duas amigas estão na praia e uma pergunta à outra : “ eu estou gorda como aquela mulher?”. Quando não tenho clareza do que sou, preciso do outro como parâmetro.

Segundo os psicólogos, os principais sintomas e consequências do problema são: sentimentos de insegurança, pouca ou nenhuma autoconfiança, excesso de autocrítica, intolerância à frustração, tendência a relacionamentos destrutivos, permissividade, dificuldade em aceitar elogios, vulnerabilidade emocional muito grande (o que leva à dependência afetiva, ou “ carência”), sentimento crônico de insatisfação, sentimento de inferioridade, necessidade de aprovação.

Apesar de ser construída durante a infância e adolescência, a autoestima pode ser tratada e recuperada em qualquer fase da vida. Pense, você pode, através das suas escolhas, ir alimentando essa autoestima. Quando tomar decisões destrutivas para si, sem querer, fortaleça aquilo que mais te incomoda. No entanto, quando fizer movimentos positivos, inverta essa situação.

Funciona como um ciclo: quanto mais escolhas positivas faço, mais estima passo a ter por mim mesma, e quanto maior minha autoestima, mais positivas serão minhas escolhas. E a partir de agora, analise sua vida, não seja imediatista, evite a autocrítica demasiada, evite criticar demais os outros,não fuja dos obstáculos, ouça suas próprias vontades, aprenda a dar limites, exercite o autoconhecimento.

ae1

Pense agora na primeira vez que sua mãe contou para você, que quando criança tirava toda a roupa, arrancava a fralda e saia correndo pela casa todo peladinho. Por que deixamos de pensar e de nos sentir assim e começamos a misturar o naturismo com sexismo, hedonismo, sacanagem e outras restrições contra uma nudez saudável?. Assim como é normal uma criança querer ficar pelada, pode ser também normal para você além disso, o nudismo traz muitos benefícios para a saúde e o principal é a melhora da autoestima.

A autoestima é um problema muito grave em nossa sociedade, com os meios apresentando determinados padrões de corpos que são considerados atraentes e contribuindo para problemas como a anorexia e a bulemia. O naturismo ou nudismo promovem uma maior aceitação do nosso corpo, reduz o stress, melhora a autoestima e promove a superação de certos padrões de beleza.

Pense como seria o “padrão” do corpo perfeito quando você esta em uma praia ou comunidade nudista, acompanhado de tipo de corpo e idades? Você acaba esquecendo todos esses preconceitos que danificam a visão de nós mesmos e que fazem que sintamos vergonha de estar um pouco acima do peso, ter muitos pelos ou achar que está branco demais.

Enfim, quem vive nessa busca descontrolada por um corpo perfeito se tornam reféns de uma imagem que não existe e consequentemente infelizes e muitas com autoestima baixa. O fato ‘e que ninguém ‘e perfeito, nem igual e é justamente isso que torna o mundo mais interessante. Essas preocupações com forma ou tamanho disso ou daquilo em nosso corpo está mais relacionado com o tamanho da autoestima de cada um e tem que partir da própria pessoa a atitude de mudar o jogo.

Entre os benefícios do naturismo podemos citar uma significativa melhora da autoestima, a aceitação do próprio corpo e maior tolerância na relação com outras pessoas. É por esses motivos e principalmente pelo prazer de sermos naturistas que sempre estamos encorajando e incentivando ás pessoas a conhecer e experimentar esse modo de vida.

Naturismo é uma forma de viver em harmonia com a natureza caracterizada pela prática da nudez coletiva, com o propósito de favorecer a autoestima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.

Dra Rosane Kadoch  CRP07/13931  , editora N

Equipe OS NATURISTAS