turismo

Ásia para nudistas: os melhores lugares para você descobrir tudo

15 Setembro 2016

A Tailândia está se transformando rapidamente em um destino naturista graças a quatro resorts exclusivos, e um camping naturista a ser aberto por um casal dinamarquês. Em outros lugares, alguns resorts incluem uma seção exclusiva para nudistas

2

De volta a 1996, quando os Jogos Olímpicos de Verão foram realizados na cidade americana de Atlanta, uma estação de TV local relatou que todos os quartos de hotéis haviam sidos totalmente reservados – com uma exceção. Isso chamou o interesse de Tim, um engenheiro de Hong Kong.

“Um hotel ainda tinha quartos disponíveis, mas era para naturistas”, diz ele. “Eu gosto de estar nu. Eu me sinto restrito quando eu tenho que vestir roupas. Descobri então que há muitos lugares que abraçam a causa naturista. ”

No ano seguinte, ele e sua esposa foram em sua primeira viagem nudista para Palm Springs, na Califórnia, descobrindo tudo em um resort com piscinas e quadras de ténis, juntamente com outros hóspedes.

O casal mais tarde viajou ao redor do mundo para se juntar as colônias nudistas; eles são membros da Human Body Art Association, que organiza viagens nudistas regulares para os seus membros de Hong Kong, bem como viagens em grupo para visitar colônias naturistas no exterior.

Naturistas de Hong Kong lutam por aceitação

Dado ao costumes conservadores da Ásia, Tim diz que tem dificuldade em encontrar destinos de nudismo em países próximos a Hong Kong e normalmente ele viaja para a Austrália. “Com a exceção de Queensland, onde estar nu em público é ilegal, o nudismo é abraçado por toda a Austrália. Eu já fui as praias naturistas em Perth e Adelaide “, diz ele.

A Tailândia, portanto, está se tornando rapidamente em um destino popular para os naturistas, graças a um casal dinamarquês que criaram quatro resorts ao longo dos últimos anos. Um camping naturista numa área de 8.000 m²  esta programada  para abrir entre Banguecoque e Kanchanaburi pelo casal até o final deste ano.

Os quatro resorts – em Banguecoque, Chiang Mai, Pattaya e Phuket – são os únicos na Ásia que servem exclusivamente os nudistas. (Outros destinos de férias na Ásia têm instalações só de nudismo fora da vista dos turistas comuns. Um exemplo é o Bali au Naturel, um resort de praia gay-friendly e as roupas são opcionais no norte Bali.)

3

Gregers Moller espera que o acampamento venha a proporcionar aos hóspedes uma experiência mais primitiva. “É perto da natureza”, diz ele.

Moller, que cresceu em uma família naturista com duas irmãs e pais sempre vestidos como vieram ao mundo, veio pela primeira vez para a Tailândia em 1988 como correspondente estrangeiro de um jornal dinamarquês. Em 1994, ele montou sua própria editora na Tailândia. Ele se ramificou em hospedagem para naturistas em 2009, quando ele montou o Chan Resort em Pattaya.

Moller chama seus resorts de paraísos para naturistas. “A maioria dos nossos clientes são da Índia e Austrália. Temos também convidados de Hong Kong, Filipinas, Birmânia, Tailândia, Singapura e Taiwan.

1

“Eles vão para seus quartos, tiram a roupa e descem ao restaurante, conversam com outras pessoas. Os naturistas são muito falantes e eles gostam de falar um com o outro. A maioria das pessoas que vêm aqui são casais. Mas também temos muitos solteiros. Os casais não se importam com solteiros desde que eles respeitem o ambiente familiar. Os hospedes do hotel têm de assinar um contrato com a associação se comportando de acordo com as normas. Não é permitido sexo em lugares públicos

GREGERS MOLLER

Moller e sua esposa estão entre os membros fundadores da Associação Naturista Tailândia, que foi criada em 2007. Com 3.000 membros, incluindo naturistas e aqueles que atendem às suas necessidades, tais como operadores de resorts naturistas e resorts que reservam uma parte de suas instalações para nudistas.

Ele também organiza passeios mensais a praia. “Não há praias públicas na Tailândia, onde o nudismo é permitido por lei. Você pode ver algumas praias de Phuket onde ninguém vai se importar ao ver as mulheres de topless. Mas eles vão se importar se os homens estiverem nus.

“No entanto, há uma ilha privada, que é de propriedade da marinha tailandesa e fica à uma hora de barco de Pattaya.Todos os meses, os membros da associação vão para a praia na ilha nos finais de semana para um piquenique ou jogos “.

Moller diz o nudismo é um bom negócio.

6

“É um nicho de mercado em crescimento. Você pode cobrar mais por quartos, pois os clientes não se importam de pagar mais. O clima na Tailândia é muito melhor do que em qualquer lugar na Europa. Aqui não é frio à noite, o que não é o caso na Europa, especialmente o norte da Europa. Há milhares e milhares de nudistas na Alemanha, mas é frio no inverno lá. ”

Tim relembra uma viagem de 1999, ele teve com sua esposa para Cap d’Agde no sul da França e ficou impressionado com moradores totalmente vestidos cercados por naturistas.

“Os nudistas interagem com as pessoas comuns em público sem qualquer problema. Há um supermercado, posto policial e dos correios, dentro do complexo de nudismo, que também servem os de fora “, diz ele. “Os nudistas se agrupam em um lado da praia, com outros banhistas comuns no outro lado. Eles fazem isso naturalmente, sem mais delongas. Há também muitas fontes termais de nudismo no norte da Europa, sem segregação sexual. “Nudismo não é nada de extraordinário na Europa.”

Via Travel & Leisure, editora N

lg1

 

 

Equipe OS NATURISTAS